quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

A venda da poluição

Os créditos de carbono ou Redução Certificada de Emissões são certificados emitidos para uma organização ou pessoa que reduziu a sua emissão de gases causadores do efeito estufa. A cada tonelada de dióxido de carbono, o conhecido CO2,equivale a um crédito de carbono.

Este crédito é negociado principalmente no mercado internacional, ou seja,se determinada indústria exceder seu limite de emissão, ela terá que comprar esses créditos de carbono. Acordos internacionais como o protocolo de KYOTO, por exemplo, determinam uma cota máxima de gases que os países desenvolvidos podem emitir. 

Porém, esse mercado é constantemente questionável, pois a compra desses créditos equivale a comprar permissão para emitir cada vez mais poluentes. Além disso, o preço dos créditos, negociado no mercado, deve ser inferior ao da multa que o emissor deveria pagar ao poder público. 

Essa forma de negociar para poluir mais, deixa o meio ambiente em segundo plano.Plantar árvores em países subdesenvolvidos não resolve a emissão desenfreada de gases poluentes e cada vez mais o ar que respiramos é um negócio.





Texto Kelem Duarte, veiculado no Programa Magazine na Rádio Universidade UFSM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário