domingo, 30 de dezembro de 2012

Obrigada 2012!

O fim e o começo - MARTHA MEDEIROS

ZERO HORA - 30/12

Como era de se esperar, não teve fim de mundo. Mas 2012 não foi um ano qualquer. Muitas pessoas a minha volta sentiram algo parecido com o que senti: que este foi um ano de intensidade única, com uma energia capaz de encerrar etapas. Um ano de despedidas, algumas concretas, outras mais sutis. 

Houve quem tenha terminado casos mal resolvidos, quem tenha se conscientizado de um problema que não queria ver, quem se deu conta da fragilidade de uma situação, quem tenha aceitado um desafio que exigiu coragem, quem tenha enfrentado uma situação transformadora, quem tenha se jogado num estilo de vida diferente. Olho para os lados e vejo que 2012 não passou em branco para quase ninguém. Pelo menos não para mim, nem para pessoas próximas. 

Meu microcosmo não revela o universo inteiro, lógico. Você talvez não tenha percebido nada de incomum no ano que passou, mas ainda assim seria interessante promover um fim categórico, encerrar o ano colocando uma pedra em algo que não lhe convém mais. Geralmente chegamos ao final de dezembro focados apenas no recomeço, na renovação, nos planos, sem nos darmos conta de que, para que nossas resoluções sejam cumpridas mais adiante, não basta pular sete ondas, comer lentilhas e outras mandingas. É preciso que haja, sim, o fim do mundo. O fim de um mundo seu, particular. 

Qual o mundo que você precisa exterminar da sua vida? 

Sugestão: o mundo do bullying cibernético. Ninguém é autêntico por esculhambar o trabalho dos outros, sendo agressivo e mal-educado só porque tem a seu favor o anonimato na internet. Perder horas na frente do computador demonstra sua total incapacidade de convívio. Bum! Fim desse mundo estreito. 

O mundo da prepotência, aquele que faz você pensar que todos lhe estenderão um tapete vermelho sem você precisar dar nada em troca. Qualquer um pode ser profético quanto a seu futuro: passará o resto da vida achando que ninguém lhe dá o devido valor, isolado em sua torre de marfim. 

O mundo obcecado do amor doentio, aquele amor que só persiste pelo medo da solidão, e que de frustração em frustração vai minando sua possibilidade de ser feliz de outro modo. 

O mundo das coisas sem importância. Quanta dedicação ao sobrenome do fulano, à conta bancária do sicrano, à vida amorosa da beltrana, o quanto ela pagou, o quanto ele deveu, quem reatou. Por cinco minutos, vá lá. Os neurônios precisam descansar. Mas esse trelelé o dia inteiro, socorro. 

O mundo do imobilismo. Do aguardar sem se mover. Da espera passiva pelo momento certo que nunca chega. 

2012 prenunciou um cataclismo, só que não era global, e sim individual. Impôs que cada um desse um fim à vida como era antes e que promovesse uma mudança interna, profunda e renovadora. Feito? 

Então que venha um 2013 do outro mundo para todos nós.

    2012, foi um ano que superou todas minhas expectativas, e olha eu tinha muitas! Hoje, tenho muito mais o que agradecer do que lamentar por esse ano que está nos deixando. 
   Nós, do Nodia-a-dia desejamos um 2013 com muito mais alegrias do que tristezas. E quando essas virem possamos superá-las e aprender grandes lições! 

   Feliz 2013! :D

sábado, 29 de dezembro de 2012

Mais 2013.

                Mais um ano se findando, e como de costume o Nodia-a-dia, vem agradecer aos seguidores, amigos e leitores que nos acompanharam neste ano. Sabemos que ter um blog é fácil, mas o desafio maior está em mantê-lo, em postar todas as semanas sobre assuntos atuais e emitir opiniões, como foi o combinado desde que o criamos. Porém, nossas vidas (minha e da Laura) tomaram rumos muito diferentes em 2012, foi o ano da MUDANÇA. Ano em que passamos no vestibular, ingressamos em uma universidade, cada uma trilhando seu caminho, seguindo a carreira que sonhou para si. Nos mudamos de cidade, enfrentamos a distância da família, a saudade das amigas, a ausência da antiga rotina. Uma série de mudanças drásticas aconteceram em minha vida, e se eu pudesse vivê-las novamente faria tudo exatamente igual.
Que neste 2013 tenhamos:

Menos ausências, saudades
Mais presenças.
Menos amores complicados,
Mais relacionamentos
Mais companheirismo.
Menos fardos, leituras obrigatórias,
Mais aprendizado.
Menos instabilidade,
Mais confiança.
Menos insegurança,
Mais audácia.
Menos lembranças,
Mais vivência.

Mais sorte, sucesso, paz, saúde, confiança, perseverança, esperança, no ano que se inicia.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Mantenha seus olhos abertos... ♫

Música linda, da Taylor Swift. Trilha sonora de "Jogos Vorazes". =)



Olhos Abertos - Taylor Swift

Todos estão esperando, todos estão assistindo
Até quando se está dormindo, mantenha seus olhos abertos

O curioso é que ontem éramos apenas crianças
Brincando de soldados, apenas fingindo
Sonhando sonhos com finais felizes

Nos quintais, ganhando batalhas com nossas espadas de madeira
Mas agora entramos num mundo cruel
Onde todos resistem e contam os pontos
Mantenha seus olhos abertos

Todos estão esperando que você fracasse
Todos estão assistindo para ver o resultado
Até quando está dormindo, mantenha seus olhos abertos
Mantenha seus olhos abertos
Mantenha seus olhos abertos

Então aqui está você, dois passos adiante
E mantendo sua guarda,
Toda lição forma uma nova cicatriz
Eles nunca pensaram que você chegaria tão longe

Mas vire-se, agora eles estão te rondando
É um confronto
E ninguém te salvará agora
Mas você tem algo que eles não têm
É, você tem algo que eles não têm
Você só tem de manter seus olhos abertos

Mantenha seus pés preparados

Batimento cardíaco constante
Mantenha seus olhos abertos
Não perca seu alvo de vista
A noite escurece
Mantenha seus olhos abertos... ♫

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Uma brincadeira tradicional

           Fim de ano, expectativas, despedidas, encontros e desencontros. Todo o ano, seja em família, seja com os amigos, ou no trabalho, é  de costume os famosos amigos secretos. Mas sempre me perguntei desde quando isso existe? É uma tradição que surgiu onde? Pois bem é exatamente isso, que pesquisei para essa postagem.

             Um pouco de História
            Amigo secreto, como chamamos aqui no sul, é uma brincadeira tradicional nas festas de fim de ano, também conhecido como amigo oculto, amigo X ou amigo invisível. Há indícios de que a brincadeira tenha origem dos povos nórdicos (da Escandinávia, norte da Europa que abrange a Dinamarca, a Suécia e a Noruega).
             Conta a tradição que, os povos dessa região esperavam o amanhecer para trocar presentes e nesta troca diziam: Que você jamais esqueça dos deuses sobre nós. E o presente trocado é para eternizar o pacto. Outra versão da possível origem da brincadeira é que ela também seja de costumes e tradições de povos pagãos. 

             Essência da brincadeira
            Um aspecto que achei bem importante foi de que o amigo secreto se popularizou por volta de 1929, em plena depressão, quem não tinha dinheiro para comprar presentes para todos se fazia a brincadeira para que todos pudessem sair com presentes.
            Existem muitas variantes do Amigo secreto, tem o Chinês por exemplo, em que o presente é secreto, e muitos outros que variam de região para região, conforme a criatividade de cada um.
           Não sabemos bem ao certo quando que começou, e quem teve a ideia maravilhosa de fazer amigo secreto, pois vejo que é algo bem útil, em nosso dia-a-dia. Não só se observarmos pelo lado econômico, mas principalmente pela confraternização de fim de ano, em que temos o costume de presentearmos quem mais adoramos, as vezes nem sempre podemos dar presentes a todos. Então a solução encontrada foi a de sortear uma pessoa a qual entregaremos um presente.
fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Amigo_secreto 

Neste fim de ano, estou participando de dois amigos secretos. Acho muito divertido, principalmente pela expectativa de ver quem te tirou, e por ter que ensaiar algum discurso, para se falar para quem nós tiramos. Acredito que um pouco de brincadeira não faça mal a ninguém, e depois um ano corrido, com muitas mudanças, muito trabalho, mas também coisas boas aconteceram. Precisamos nem que seja nos ultimos dias de 2012 de um pouco de esperança de que as coisas mudem para melhor.  

E você já está participando de algum amigo secreto?

sábado, 1 de dezembro de 2012

Últimos momentos de 2012...

December / Norah Jones

Dezembro vem a mim
Espero que eu possa ver
Você não só em sonhos

Vou deixar você em paz
Por que você não pode acreditar
O quanto você realmente significa

Dezembro você não vem
De volta com neve e até mesmo o sol
Não diga que acabou

Eu vou te levar pra casa
Vou te tirar da solidão
Lugar que conheci...


  Não é a primeira vez que eu posto essa música quando chega Dezembro, mas eu realmente gosto dela. :) Um ótimo início de mês!