domingo, 30 de dezembro de 2012

Obrigada 2012!

O fim e o começo - MARTHA MEDEIROS

ZERO HORA - 30/12

Como era de se esperar, não teve fim de mundo. Mas 2012 não foi um ano qualquer. Muitas pessoas a minha volta sentiram algo parecido com o que senti: que este foi um ano de intensidade única, com uma energia capaz de encerrar etapas. Um ano de despedidas, algumas concretas, outras mais sutis. 

Houve quem tenha terminado casos mal resolvidos, quem tenha se conscientizado de um problema que não queria ver, quem se deu conta da fragilidade de uma situação, quem tenha aceitado um desafio que exigiu coragem, quem tenha enfrentado uma situação transformadora, quem tenha se jogado num estilo de vida diferente. Olho para os lados e vejo que 2012 não passou em branco para quase ninguém. Pelo menos não para mim, nem para pessoas próximas. 

Meu microcosmo não revela o universo inteiro, lógico. Você talvez não tenha percebido nada de incomum no ano que passou, mas ainda assim seria interessante promover um fim categórico, encerrar o ano colocando uma pedra em algo que não lhe convém mais. Geralmente chegamos ao final de dezembro focados apenas no recomeço, na renovação, nos planos, sem nos darmos conta de que, para que nossas resoluções sejam cumpridas mais adiante, não basta pular sete ondas, comer lentilhas e outras mandingas. É preciso que haja, sim, o fim do mundo. O fim de um mundo seu, particular. 

Qual o mundo que você precisa exterminar da sua vida? 

Sugestão: o mundo do bullying cibernético. Ninguém é autêntico por esculhambar o trabalho dos outros, sendo agressivo e mal-educado só porque tem a seu favor o anonimato na internet. Perder horas na frente do computador demonstra sua total incapacidade de convívio. Bum! Fim desse mundo estreito. 

O mundo da prepotência, aquele que faz você pensar que todos lhe estenderão um tapete vermelho sem você precisar dar nada em troca. Qualquer um pode ser profético quanto a seu futuro: passará o resto da vida achando que ninguém lhe dá o devido valor, isolado em sua torre de marfim. 

O mundo obcecado do amor doentio, aquele amor que só persiste pelo medo da solidão, e que de frustração em frustração vai minando sua possibilidade de ser feliz de outro modo. 

O mundo das coisas sem importância. Quanta dedicação ao sobrenome do fulano, à conta bancária do sicrano, à vida amorosa da beltrana, o quanto ela pagou, o quanto ele deveu, quem reatou. Por cinco minutos, vá lá. Os neurônios precisam descansar. Mas esse trelelé o dia inteiro, socorro. 

O mundo do imobilismo. Do aguardar sem se mover. Da espera passiva pelo momento certo que nunca chega. 

2012 prenunciou um cataclismo, só que não era global, e sim individual. Impôs que cada um desse um fim à vida como era antes e que promovesse uma mudança interna, profunda e renovadora. Feito? 

Então que venha um 2013 do outro mundo para todos nós.

    2012, foi um ano que superou todas minhas expectativas, e olha eu tinha muitas! Hoje, tenho muito mais o que agradecer do que lamentar por esse ano que está nos deixando. 
   Nós, do Nodia-a-dia desejamos um 2013 com muito mais alegrias do que tristezas. E quando essas virem possamos superá-las e aprender grandes lições! 

   Feliz 2013! :D

sábado, 29 de dezembro de 2012

Mais 2013.

                Mais um ano se findando, e como de costume o Nodia-a-dia, vem agradecer aos seguidores, amigos e leitores que nos acompanharam neste ano. Sabemos que ter um blog é fácil, mas o desafio maior está em mantê-lo, em postar todas as semanas sobre assuntos atuais e emitir opiniões, como foi o combinado desde que o criamos. Porém, nossas vidas (minha e da Laura) tomaram rumos muito diferentes em 2012, foi o ano da MUDANÇA. Ano em que passamos no vestibular, ingressamos em uma universidade, cada uma trilhando seu caminho, seguindo a carreira que sonhou para si. Nos mudamos de cidade, enfrentamos a distância da família, a saudade das amigas, a ausência da antiga rotina. Uma série de mudanças drásticas aconteceram em minha vida, e se eu pudesse vivê-las novamente faria tudo exatamente igual.
Que neste 2013 tenhamos:

Menos ausências, saudades
Mais presenças.
Menos amores complicados,
Mais relacionamentos
Mais companheirismo.
Menos fardos, leituras obrigatórias,
Mais aprendizado.
Menos instabilidade,
Mais confiança.
Menos insegurança,
Mais audácia.
Menos lembranças,
Mais vivência.

Mais sorte, sucesso, paz, saúde, confiança, perseverança, esperança, no ano que se inicia.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Mantenha seus olhos abertos... ♫

Música linda, da Taylor Swift. Trilha sonora de "Jogos Vorazes". =)



Olhos Abertos - Taylor Swift

Todos estão esperando, todos estão assistindo
Até quando se está dormindo, mantenha seus olhos abertos

O curioso é que ontem éramos apenas crianças
Brincando de soldados, apenas fingindo
Sonhando sonhos com finais felizes

Nos quintais, ganhando batalhas com nossas espadas de madeira
Mas agora entramos num mundo cruel
Onde todos resistem e contam os pontos
Mantenha seus olhos abertos

Todos estão esperando que você fracasse
Todos estão assistindo para ver o resultado
Até quando está dormindo, mantenha seus olhos abertos
Mantenha seus olhos abertos
Mantenha seus olhos abertos

Então aqui está você, dois passos adiante
E mantendo sua guarda,
Toda lição forma uma nova cicatriz
Eles nunca pensaram que você chegaria tão longe

Mas vire-se, agora eles estão te rondando
É um confronto
E ninguém te salvará agora
Mas você tem algo que eles não têm
É, você tem algo que eles não têm
Você só tem de manter seus olhos abertos

Mantenha seus pés preparados

Batimento cardíaco constante
Mantenha seus olhos abertos
Não perca seu alvo de vista
A noite escurece
Mantenha seus olhos abertos... ♫

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Uma brincadeira tradicional

           Fim de ano, expectativas, despedidas, encontros e desencontros. Todo o ano, seja em família, seja com os amigos, ou no trabalho, é  de costume os famosos amigos secretos. Mas sempre me perguntei desde quando isso existe? É uma tradição que surgiu onde? Pois bem é exatamente isso, que pesquisei para essa postagem.

             Um pouco de História
            Amigo secreto, como chamamos aqui no sul, é uma brincadeira tradicional nas festas de fim de ano, também conhecido como amigo oculto, amigo X ou amigo invisível. Há indícios de que a brincadeira tenha origem dos povos nórdicos (da Escandinávia, norte da Europa que abrange a Dinamarca, a Suécia e a Noruega).
             Conta a tradição que, os povos dessa região esperavam o amanhecer para trocar presentes e nesta troca diziam: Que você jamais esqueça dos deuses sobre nós. E o presente trocado é para eternizar o pacto. Outra versão da possível origem da brincadeira é que ela também seja de costumes e tradições de povos pagãos. 

             Essência da brincadeira
            Um aspecto que achei bem importante foi de que o amigo secreto se popularizou por volta de 1929, em plena depressão, quem não tinha dinheiro para comprar presentes para todos se fazia a brincadeira para que todos pudessem sair com presentes.
            Existem muitas variantes do Amigo secreto, tem o Chinês por exemplo, em que o presente é secreto, e muitos outros que variam de região para região, conforme a criatividade de cada um.
           Não sabemos bem ao certo quando que começou, e quem teve a ideia maravilhosa de fazer amigo secreto, pois vejo que é algo bem útil, em nosso dia-a-dia. Não só se observarmos pelo lado econômico, mas principalmente pela confraternização de fim de ano, em que temos o costume de presentearmos quem mais adoramos, as vezes nem sempre podemos dar presentes a todos. Então a solução encontrada foi a de sortear uma pessoa a qual entregaremos um presente.
fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Amigo_secreto 

Neste fim de ano, estou participando de dois amigos secretos. Acho muito divertido, principalmente pela expectativa de ver quem te tirou, e por ter que ensaiar algum discurso, para se falar para quem nós tiramos. Acredito que um pouco de brincadeira não faça mal a ninguém, e depois um ano corrido, com muitas mudanças, muito trabalho, mas também coisas boas aconteceram. Precisamos nem que seja nos ultimos dias de 2012 de um pouco de esperança de que as coisas mudem para melhor.  

E você já está participando de algum amigo secreto?

sábado, 1 de dezembro de 2012

Últimos momentos de 2012...

December / Norah Jones

Dezembro vem a mim
Espero que eu possa ver
Você não só em sonhos

Vou deixar você em paz
Por que você não pode acreditar
O quanto você realmente significa

Dezembro você não vem
De volta com neve e até mesmo o sol
Não diga que acabou

Eu vou te levar pra casa
Vou te tirar da solidão
Lugar que conheci...


  Não é a primeira vez que eu posto essa música quando chega Dezembro, mas eu realmente gosto dela. :) Um ótimo início de mês!

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

'Esta terra tem dono'

       Os anos passam, as histórias se renovam, porém o apoderamento de terras dos índios é um assunto sempre atual. Não deveria ser assim, os colonizadores desde os primordios de nosso país exploraram as terras indígenas, suprimindo uma das culturas mais belas das tantas que vigoram nesse Brasil.

Entenda um pouco mais sobre o caso dos Guaranis-Kaiowá...

           A difícil situação dos povos indígenas no Mato Grosso do Sul, e particularmente dos guarani-kaiowá, em sua natureza, não é diferente do que se verifica em várias outras regiões do Brasil e da América Latina. Estamos falando de um processo de expropriação territorial, com o objetivo de utilizar-se dos recursos naturais (terra, água, madeira) e consequentes violações dos direitos mais básicos dessas populações, como o acesso à alimentação, educação e saúde.
          Nos últimos anos, diversos relatórios nacionais e internacionais, de organizações da sociedade civil, como a Anistia Internacional e a Survival, além de órgãos de governo e mesmo de Estado, como o Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH), têm apontado a situação dos guarani-kaiowá como um dos maiores desafios atuais do governo brasileiro na área dos direitos humanos. O outro forte fator que agrava a crise no Mato Grosso do Sul é o grande poder político da elite local, particularmente acentuado na conjuntura atual, em que o agronegócio se tornou um dos pilares de um modelo econômico baseado, em grande parte, na exportação de commodities primárias. De fato, é um mar de soja, cana-de-açúcar e pastagens para o gado bovino o que se vê, hoje, sobre as terras reivindicadas pelos guarani-kaiowá, outrora uma região de grande biodiversidade, com matas ricas em madeiras nobres, como a peroba, o cedro e a aroeira.
       Desde que o movimento indígena Aty Guasu passou a organizar ocupações de terra como estratégia para pressionar o Estado brasileiro a agir na região, em meados dos anos 1980, a Fundação Nacional do Índio sempre agiu de forma pontual, sem buscar uma solução estrutural para os conflitos. Uma determinada área era ocupada, e somente ali se iniciava um processo de identificação e delimitação.
          O movimento guarani-kaiowá pela recuperação das terras surgiu na virada dos anos 80, no bojo da redemocratização, ao mesmo tempo em que se organizavam os setores populares de todo o País. Ao longo das quatro décadas anteriores, os indígenas haviam visto seu território ser ocupado progressivamente por milhares de colonos vindos de vários cantos do País, com incentivo oficial, tanto do governo federal quanto do estado de Mato Grosso (a criação do Mato Grosso do Sul aconteceu em 1979). Nos anos 50 e 60, os líderes que ousavam reagir a esse processo de espoliação eram tachados de “comunistas” pelos órgãos indigenistas.
       A mão de obra indígena já era explorada na região desde o século XIX, na extração de erva-mate, atividade instalada logo depois que o País ganhou a posse daquelas terras com a Guerra da Tríplice Aliança. Logo, os trabalhadores indígenas passaram a ser empregados no desmatamento massivo da região e implantação da monocultura extensiva, sobretudo da soja e da cana.
         A consequência dessa exploração foi o aparecimento de problemas que, há 30 anos, assolam com força os guarani-kaiowá: conflitos entre as famílias, suicídios dos jovens, desnutrição infantil. Com a falta de terras, os homens, sobretudo, deslocam-se para longe da família a fim de buscar remuneração principalmente nas usinas de cana-de-açúcar – alvos de frequentes denúncias em razão da precariedade das condições trabalhistas.
 Fonte: http://www.cartacapital.com.br/carta-na-escola/o-desafio-da-paz/

Outra matéria que achei fantastica foi a da Eliane Brum, na revista Época.


         A declaração de morte coletiva feita por um grupo de Guaranis Caiovás demonstra a incompetência do Estado brasileiro para cumprir a Constituição de 1988 e mostra que somos todos cúmplices de genocídio – uma parte de nós por ação, outra por omissão.
- Pedimos ao Governo e à Justiça Federal para não decretar a ordem de despejo/expulsão, mas decretar nossa morte coletiva e enterrar nós todos aqui. Pedimos, de uma vez por todas, para decretar nossa extinção/dizimação total, além de enviar vários tratores para cavar um grande buraco para jogar e enterrar nossos corpos. Este é o nosso pedido aos juízes federais. 
        O trecho pertence à carta de um grupo de 170 indígenas que vivem à beira de um rio no município de Iguatemi, no Mato Grosso do Sul, cercados por pistoleiros. As palavras foram ditadas em 8 de outubro ao conselho Aty Guasu (assembleia dos Guaranis Caiovás), após receberem a notícia de que a Justiça Federal decretou sua expulsão da terra. São 50 homens, 50 mulheres e 70 crianças. Decidiram ficar. E morrer como ato de resistência – morrer com tudo o que são, na terra que lhes pertence.

         **A carta é emocionante, e sem dúvida nos desperta indignação, pois na verdade quem somos nós para tirar terras de um povo que habitou esse território há milhões de anos atrás? É triste ver que medidas tomadas por eles, como o suícidio, são formas de pressionar o governo a fazer alguma coisa. Como disse um ícone indígena Sepé Tiarayu, também da raça guarani, porém de outra tribo, mas imortalizado por sua frase: Esta terra tem dono!

domingo, 25 de novembro de 2012

De volta /18 años

             Aqui estou novamente, me sinto de certa forma renovada, a vida deu umas reviravoltas. Mas sei que precisamos passar por isso para tudo seguir o seu ciclo! Agradeço a todos os meus amigos os que estão perto e os que estão longe, e minha família por tudo, por estarem comigo no dia do meu aniversário, e mesmo os que não se fizeram presente, sei que em pensamento e em coração estiveram junto comigo. Um abraço a todos! Hoje para tornar o domingo mais agradável, um pouco de poesia, um pouco de Fernando Pessoa...

 
Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.

Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!

Fernando Pessoa

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Seu Aniversário... ♫

Kelem, feliz aniversário!!! Toda a felicidade do mundo! :D




Hoje é seu dia, e é muito justo que seja tão especial
Toda a sua tribo também concorda e acha supernatural
A gente quer tanto bem a você, sua alegria contagia a todos nós
A gente quer é lhe devolver parte do que você traz pra gente

Parabéns, parabéns, hoje é o seu aniversário

Parabéns, parabéns, mais uma volta no calendário

Que você sorria é o que se espera, baby, todo dia

Ter você presente é nossa sorte, é o que nos faz potentes
A gente quer tanto bem a você, sua inocência purifica todos nós
A gente quer é lhe devolver, parte do que você dá pra gente

Parabéns, parabéns, hoje é o seu aniversário

Parabéns, parabéns, mais uma volta no calendário...

\o/

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Senta que lá vem a história...



Essa semana assisti um filme que foi indicado por um grupo de colegas meus que fizeram um trabalho sobre Charles Darwin. O nome é "Criação", relata a história da publicação do livro "A Origem das Espécies", a mais importante obra da Biologia já escrita. Em meio a uma década regida pela igreja católica, onde todos eram movidos pelo poder de Deus perante a criação do universo, Darwin desafia a todos - principalmente sua esposa - com a Teoria da Evolução.
  
 Com excelente elenco (Paul Bettany e Jennifer Connelly), um filme muito interessante não só para quem cursa ou trabalha na área da Biologia, mas para todos aqueles curiosos que gostariam de ter mais conhecimento sobre o assunto. Coloca em pauta nossas dúvidas e desafia nossas certezas.


filme criação trailer poster trama

"Há uma grandeza nessa perspectiva de vida que, enquanto esse planeta segue girando de acordo com a Lei da Gravidade, que tem um princípio tão simples, infinitas formas, as mais belas e maravilhosas, estiveram e estão em evolução."



Trailer:

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Sobre o mês 10

  O mês de outubro mal chegou e está indo embora em breve. Muitas coisas aconteceram nesse mês e por isso estava ausente do blog ultimamente. 
 
  Como vocês sabem, minha faculdade estava em greve durante 4 meses e eu estava 'só na vida boa em casa.' rs Dia 1º finalmente voltamos! E como bem imaginava, tudo ainda mais corrido, ritmo de aula e estudo acelerado em curto período de tempo. Provas, trabalhos, relatórios, seminários, mostra... Tudo isso feitos ou ainda por fazer. Quem pensa que vida universitária é fácil, só festas e liberdade. Se engana. Quem vive assim, não dura muito tempo em uma faculdade. Mas, acredito que quando se está no curso em que se gosta e convicta da sua decisão, tudo se torna mais simples.



    Não sei se é só uma sensação minha ou de mais pessoas, mas esse ano está passando muito rápido! E quando vimos já é novembro. Lembro do ano passado como se fosse ontem e recordo dos momentos de preparação para Enem e vestibulares. A pressão a qual estávamos submetidos e a qual nos impúnhamos, lembro do 3º ano, do cursinho e como era cansativo e complicado conciliar os dois turnos de aulas.
    Não sou nenhuma "nerd", na verdade estou longe disso. Apenas sempre tive uma meta, a de me dedicar nos estudos e nunca desistir daquilo que sonho em realizar. Equilíbrio é a palavra-chave para se conseguir algo. Estudar, mas sem neurose! Uma coisa que eu observei nos meus anos de estudos é que quando eu fico muito tempo concentrada em um único assunto, acabo não rendendo o suficiente. Prefiro estudar 'à prestação'. haha Assim o conteúdo se fixa melhor no cérebro. Pra falar a verdade, quanto mais concentrada em uma única coisa, menos eu aprendo. Ouvir música em meio aos cadernos é uma terapia e tanto!
    Esse ano tem sido fundamental em termos de crescimento e amadurecimento. Acho que a principal lição até aqui, é a de que não existe lugar melhor do que nossa casa. Não que eu não valorize de onde eu vim, mas essa percepção é ainda mais forte a medida que saímos e temos que nos virar sozinhos. Eu digo sozinhos, porque apesar das amizades que construímos, somos estranhos em terra desconhecida. E tem horas que bate um vazio, que só nossa casa e mãe preenchem, não adianta.
    A semana passada foi a mais cansativa de todas. Além de acordar 6 horas e ter aula praticamente o dia todo, tinha duas provas difíceis e vários trabalhos pra fazer. Quando eu paro só tenho vontade de dormir, mas quando realmente se quer, forças não faltam e os estudos chamam.


- Lya Luft

    Estou feliz com meu curso. Não me decepcionou. Ao contrário. Não pensei que logo de início teríamos aulas práticas e saídas de campo tão produtivas e interessantes como as que já tivemos. Aprendi muito sobre o ramo da Biologia, coisas das quais não tinha conhecimento. Além de conhecer pessoas de todos os estados e como diz meu colega ter "um intercâmbio cultural". Confesso que também me impressionei com a faculdade, que antes não tinha muita confiança. Hoje, percebo o esforço para torná-la cada vez melhor e ser reconhecida como universidade federal, pois ainda perguntam quanto pagamos para estudar lá. Apesar de ter apenas 5 anos de existência e de o campus de São Gabriel ser um dos piores, temos professores qualificados e experientes. Isso faz com que esquecemos os problemas de infra-estrutura que temos. Nunca pensei em vir pra cá, mas estou me sentindo muito bem aqui e penso que era onde eu deveria estar!! :)

*-*



Uma ótima semana! ;
*




sábado, 13 de outubro de 2012

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

♫♫

  Como faz tempinho que não postamos música no blog, hoje decidi trazer dois clipes recentes...

  O primeiro trabalho de Karise Eden, a campeã da primeira temporada do The Voice Austrália. A voz dela é bem diferente e muito linda, com certeza vocês irão entender o motivo que fez dela a ganhadora, e o programa fosse considerado o melhor sucedido de todos os países! :)

Acompanhe a letra traduzida, aqui!

  O mais novo clipe da Pink! Adoro ela, apesar de estar sempre inovando, consegue permanecer a mesma, não muda sua essência musical para poder agradar mais ou para atingir outro público. Assista o vídeo legendado:




Obrigada leitores! Beijo. :*

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Uma tarefa difícil

          Eu estava um pouco ausentada do mundo dos blogs, mas hoje conforme combinado, serei a responsável pelo post da Caixinha de Pandora. Vamos lá! O assunto de hoje é: "Como chegar nele..."

          Confesso, em um tom bem intimista, nunca tive facilidade quando se trata de amores. Sempre fui super tímida e raras vezes cheguei a contar para um guri que gostava dele, e aliás essas poucas vezes não foram tão boas assim. Tudo me parece desastroso quando se trata da expressão "conquista amorosa", não sei viver aqueles amores fofos e bonitinhos. Talvez seja influência do meu signo, ou da minha falta de paciência para esses assuntos mesmo. 
        Acredito que não haja fórmulas prontas para conquistar alguém, como equivocadamente revistas femininas e algumas outras publicações tentam "ensinar" as meninas como chegar na pessoa que se gosta. Assim como na vida, na arte da conquista o que vale é a criatividade, é o fato de não haver regras que torna esse ato uma nova experiência. Além disso, cada pessoa tem um modo de agir, e é tão difícil estabelecer padrões quando se trata de seres humanos. O que vale é o momento, é com quem se está, nada de repetir as mesmas atitudes com pessoas diferentes. Se não deu certo com alguém, não desanime. O mundo está repleto de gente que um dia viremos a conhecer, e muitas vezes perdemos tempo insistindo com quem não nos dá valor, ou sequer nota que gostamos dela. 
         Não sou a pessoa mais indicada para falar sobre esses assuntos, pois como já disse sou extremamente desastrosa, tento proteger demais quem amo e acabo afastando-a de mim. Mas também sei que conforme o tempo vai passando, nós vamos crescendo e nos damos conta que assim como a conquista outros valores vão sendo deixados de lado. Deixo a dica, jamais deixe de acreditar no amor, e sempre que tiver aquele friozinho na barriga, e sempre que vier a questão de como chegar nele... Respire fundo e aproveite cada momento! Parabéns você está vivendo um ótimo sentimento!


Utopia: ''..só tenho uma coisa pra dizer nesse caso: NÃO CHEGUE NELE!'' 
Blog da pepi" prefiro que não venha deixe que eu vou "
Novas Metas: "na arte do amor todos me conhecem bem"


É isso aí abraço a todos!

domingo, 30 de setembro de 2012

Histórias emocionantes histórias

            Se eu fosse contabilizar tudo o que aconteceu no mês de setembro, com certeza era o suficiente para escrever um livro. Muitas alegrias, porém tristezas. Muitos reencontros, porém desencontros. Notícias boas e ruins, idas e vindas. Não só pelo fato de ser o mês dos gaúchos, mas esse é o mês que exaltamos nossa cultura. As histórias foram as mais engraçadas possíveis, fui visitar o Alegrete e lá reencontrei grandes amigos, que me fizeram mais do que nunca ver que não é o tempo e nem as distâncias que irão separar o que sentimos uns pelos outros. Ao mesmo tempo, pude sentir que as coisas jamais serão como foram um dia, as pessoas mudaram, os lugares mudaram, a vida mudou. Sinto saudades de tudo que vivi há algum tempo atrás. Mas a sensação de encontrar pessoas e ver que a relação delas contigo continua a mesma é sensacional. É por aí que vemos o nosso valor, a importância de cultivar as amizades, e de sempre regá-las com carinho. O mês se encerra por aqui, assim como essa breve postagem que só tem a registrar o quanto tenho orgulho de dizer que o mais importa na minha vida não é o e não o QUE tenho, mas sim QUEM tenho comigo. 

         Que venha os próximos setembros, outubros, novembros... E que tragam seus encantos e cores de uma primavera. Um grande beijo a todos! E sigam sempre nos acompanhando em nossa caminhada! E segue abaixo alguns retratos desse setembro maravilhoso...
Chegada da Chama em Alegrete dia 13 de Setembro
Renan, Laura e eu em um encontro para relembrar os bons momentos
Minha afilhada Júlia chimarreando

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Futuro...

"Caixinha de Pandora" 
Tema de hoje: como você imagina seu futuro?

   É complicado imaginar o futuro...



    Idealizar um futuro tem o  lado positivo no sentido de que se está pensando longe, procurando evolução, além de ter sonhos e metas para realizar, o que motiva seguir em frente. Mas não se deve somente pensar no futuro e esquecer que antes de se chegar lá, precisamos dar os primeiros passos para as futuras realizações.
   Imagino meu futuro, mas procuro 'fazer o hoje', só assim poderei colher os frutos do que plantei, e quero que realmente sejam muito bons! A minha maior prioridade para o futuro é a carreira profissional, é o que me traz mais motivação, faz a pessoa independente e acrescenta conhecimentos infindos. Claro, tem outras coisinhas, mas não quero por a carroça na frente dos bois. rs E antes de tudo, como boa aquariana e futura bióloga necessito de liberdade para vagar por vários lugares e fazer muitas pesquisas. :)

    Cada ser humano tem suas ambições e noção do que quer conquistar. Ninguém chega a lugar nenhum, sozinho, mas acreditar em si mesmo e dedicar-se ao que se propõe é fundamental, sem deixar que opiniões pessimistas tomem conta do nosso cotidiano. Acredito que não tem necessidade de pensar tanto no futuro, pois cada qual tem sua consciência e de alguma forma sabe se está no caminho certo, ou não, de realizar seus objetivos. E as melhores coisas da vida acontecem quando menos se espera, criar muitas expectativas pode decepcionar se aquilo que conquistamos não for bem da forma como sonhamos.



Utopia: ''...Eu não costumo pensar no futuro..''
Novas Metas: "Me acostumei a não ficar criando expectativas."
Sofá de Diva: "...Sempre sou a mais confusa."
Blog da Pepi: "Um futuro simples e feliz."

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Feliz Setembro!

Começou a Semana Farroupilha 2012. De 13 a 20 de Setembro.


terça-feira, 11 de setembro de 2012

As 5 coisas...

     A postagem dessa semana da "Caixinha de Pandora" é sobre 5 coisas que odiamos. Bom, resolvi fazer uma sobre cada gênero, característica pessoal, comida, estilo musical, livro e um bicho.

1) Indecisão
    Sou uma pessoa extremamente convicta, não me guio pela opinião alheia e sim pela minha própria. Então, gente indecisa, e que está sempre em cima do muro não me agrada muito. Não odeio, afinal cada um tem sua forma de ser, mas não faz a minha linha de pensamento. Ou vai, ou racha! haha




2) Funk
    Hahaaha sim, funk! De tantos gêneros musicais que eu realmente detesto, o funk é o pior deles! Realmente não gosto nenhum pouco e dispenso qualquer som que remete a esse.




3) Rúcula
    Não sou chata para comida, nem mesmo legumes, verduras e frutas que não é todo mundo que gosta. Mas, rúcula é intragável! E não sou daquelas que só de olhar não gosta, eu provo antes de dizer qualquer coisa e essa realmente não tem santo que faça eu comer. Verde por verde, fico com alface!




4) O livro "Manuelzão e Miguilim"
   Adoro ler, e nunca pensei que ia achar um livro tãao chato como esse! Foi uma leitura obrigatória do vestibular da UFRGS ano passado e por ser obrigatória já é desagradável, ainda mais sendo um livro como esse. Linguagem totalmente regional, que muitas vezes tinha que ler com o dicionário ao lado, uma história que na verdade não chegava a lugar nenhum, são duas histórias bem como diz o título. Talvez daqui a alguns anos, eu possa ler de novo e acabar gostando, talvez tenha faltado maturidade para interpretar a história contada por Guimarães Rosa que foi um grande escritor brasileiro, mas hoje, é o pior livro que eu já li na vida!




5) Barata
   Adoro bichos, principalmente os exóticos, mas barata é o bicho mais nojento que existe! E quando inventa de voar? D:




  Blogs da "Caixinha de Pandora":

Utopia: http://utopialr.blogspot.com.br/2012/09/caixinha-de-pandora-5-coisas-que-eu.html
Blog da Pepi: "Já tentei gostar mais não consigo."
Novas Metas: "Acho que ninguém gosta de expor suas “fraquezas."
Sofá de Diva: "Falta de caráter, ocultando.."

domingo, 9 de setembro de 2012

Fotografias

    As 10 fotografias mais famosas da história, com certeza todos já viram alguma vez na vida todas elas!

1 - Os Beatles na Abbey Road (1969):




2 - Albert Einstein mostrando a língua (1951):




3 - Menina afegã (1984):




4 - O beijo na Times Square (1954):


* Essa é uma das minhas fotos preferidas da história! Linda. :D


5 - Che Guevara (1960):




6 - Massacre da Praça da Paz Celestial (1989):


*Foto muito famosa, lembro que ilustrava todos os livros de História e Geografia do colégio.


7 - Phan Thi Kim Phúc (1972):


*A mais impressionante e triste imagem de todas, muito vista também em diversos livros.


8 - Execution of a Viet Cong Guerrilla (1968):




9 - Autoimolação (1963):




10 - Mãe imigrante (1936):




quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Escolhendo Profissão

     Devido alguns probleminhas técnicos da informática aqui em casa kkk, não pude postar no dia oficial da "Caixinha de Pandora", então vou contar agora sobre a minha escolha de profissão.

    Escolher uma profissão requer muita responsabilidade, pois é um passo importantíssimo, estamos deixando uma fase de nossa vida para trás e a partir de então buscando novos horizontes. Como todos sabem - apesar de estar em greve, curso Biologia, na Unipampa e diferente do que muitos pensam, esse curso não forma só professores (Licenciatura), mas também pessoas que pretendem trabalhar na área de pesquisa e análise (Bacharelado).
     Acredito que eu tenha escolhido de certeza um dia me tornar bióloga, quando estava no 1º ano do Ensino Médio, sempre gostei de Ciências no Ensino Fundamental, mas nessa época poucos pensávamos em  qual profissão seguir. Conforme me deparava com os conteúdos estudados mais interesse pela profissão eu tinha, mas como qualquer iniciante tinhas dúvidas, então passei a pesquisar sobre o trabalho de um biólogo, áreas que poderia seguir, a importância da profissão para o planeta etc. Sempre buscava conhecer mais a profissão para ter certeza de que tinha a ver comigo, uma futura bióloga não pode ter receio de bichinhos simpatizantes que vemos diariamente. Se eu ver um sapo e falar "que bonitinho!", é um atentado ao pudor contra a minha mãe que morre de medo, ou se minha irmã faz um pequeno escândalo por causa de uma aranha, eu digo pra ela não matar, só tirar pra fora. rsrs Podem parecer bobagens, mas essas simples atitudes fazem você perceber que está no caminho certo de se tornar bióloga!


*(Eu não simpatizo nem um pouco com cálculos e Matemática, mas não é nada comparado as Engenharias! E  quando realmente se gosta de uma coisa, acabamos nos "dobrando" para outras menos agradáveis. rsrs).
   
   Ser bióloga requer estudo constante e muito comprometimento. O fato de ser uma profissão sem uma rotina certa, ao ar livre e sempre em contato com a natureza, faz eu me apaixonar cada dia mais. Nunca fui de me guiar pela remuneração para escolher qual carreira seguir, pois não adianta estar realizado financeiramente e não exercer a profissão com prazer. Além disso, existem profissões que o próprio profissional "faz" seu salário, ou seja, estar sempre buscando aprimoramento e conhecimento faz com que a pessoa se diferencie das demais. Um biólogo tem a chance de trabalhar em toda a parte do mundo, porque em cada lugar existem novas e diferentes espécies de animais e plantas, além da Biologia possuir diversas áreas de estudo que podem agradar diversos gostos e preferências.
     Antes mesmo de ingressar na faculdade, já sabia qual área da Biologia iria seguir, tenho futuros planos de me tornar bióloga marinha e o ápice dos sonhos é mergulhar na Grande Barreira de Corais, na Austrália. haha *o* Mas por enquanto só torço para que essa greve termine e que eu possa voltar as minhas humildes atividades, apesar de que nesse trimestre nada de bichos, só umas plantinhas muito chatas! :)







  Cliquem nos links abaixo, para ler as escolhas profissionais das gurias:

> Novas Metas: "Em 2009 tive uma experiência muito boa..."
> Blog da Pepi: "Minha loja, meu negócio."
> Utopia: "Se essa não é a decisão mais difícil que tomamos na vida, provavelmente se encaixa bem em uma das mais."
> Sofá de Diva: "É o mais confuso de todos!"

   

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Dia do Biólogo!



Feliz Dia do Biólogo para todos aqueles que exercem com prazer essa linda profissão!! :)

sábado, 1 de setembro de 2012

Um bem querer

Setembro chegando, novos horizontes se abrindo. E sempre aquele bem-querer no ar. Setembro traz bons ventos, boas vibrações...Desejo que dê tudo certo para todos, e retomando minha postagens no blog hoje vou postar uma poesia.
Agosto partiu levado pelos ventos
Nas estradas empoeiradas, sob nuvens de fumaça
Disse adeus como quem parte triste
Deixando rastros e pegadas soltas e livres


O céu cobriu-se de azul sereno e algodão doce
E desceu na terra para beijar seus pés
As mães árvores felizes de roupas novas
Oferecem flores agradecidas
Ao anoitecer acolhe os passarinhos
Que nos seus braços vem pousar


Vão chegando fazendo algazarras
As crianças mimadas de asas coloridas
Se aninhando no colo quentinho da mãe
Um chega pra lá, aperta daqui, aperta de lá, pra todos tem lugar


Embalados e empoleirados vão se aquietando e dormem
Ao amanhecer acordam e gorjeiam felizes sem parar
Agradecidos voam em busca de alimentos
Pois sabem que tem que se virar

Setembro de manhãs douradas
De flores perfumando as madrugadas
De pássaros felizes a cantar
De sorrisos de flores
De cores e canções de ninar.   (veramargutti)

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Faz sentido

     No poste anterior sobre a infância eu disse que não ia muito com a tal da Barbie, não sabia como brincar com ela e tudo mais. Hoje, por acaso encontro esse vídeo da âncora do Jornal do Sbt, Rachel Sheherazade, sempre muito crítica e com opiniões fortes sobre os assuntos em pauta no mundo, ela fez um comentário muito interessante sobre "a boneca mais perfeita e rentável da indústria dos brinquedos", que talvez eu compartilhasse involuntariamente, mas hoje concordo plenamente!



   Encontrei uma bizarrice maior ainda, a Barbie "Bióloga do Ártico." ahahahaha

 

 


     Olha a chiqueza!

  

      Que tal? Quem sabe eu passe a simpatizar com ela agora! rs (acho que não).

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Nostalgia...

   Quando dei a ideia do assunto pra essa primeira semana de "Caixinha de Pandora", confesso que não pensei que seria tão complicado descrever o momento mais marcante da minha infância, pois tenho muitas histórias inesquecíveis e divertidas pra contar. Quanto mais eu penso, mais lembranças vão surgindo na mente e percebo que o tempo passa muito rápido e quando somos crianças sabemos usufruí-lo muito bem obrigada, aproveitamos cada segundo e fazemos cada segundo valer a pena. Vou resumir um pouco de como foi minha infância...
   
    Bom, quando nasci morei pra fora, pois meus avós possuem uma chácara. Desde cedo convivi com a tradição gaúcha, meus pais fundaram um piquete em frente a casa dos meus avôs e meu pai tinha um mercadinho (bolicho de campanha haha) e sempre tinha bailes por lá, eu acompanhava bem faceira. As vezes nem tanto porque eu me emburrava, me irritava em ficar de vestido de prenda durante muito tempo e minha mãe me colocava traje pra eu voltar mais confortável pro baile. Mesmo que lá fora não tenha cavalos eu andava em um cavalo branco que um senhor levava no piquete. A partir dessa época que passei a gostar disso tudo, talvez foi o que me impulsionou mais tarde a dançar em invernada e conviver dentro de CTG.

   Como sou a mais velha, era o xodó principalmente do meu avô. Era "o fantástico mundinho de Laura" haha, passado um tempo minha irmã Laísa nasceu e nós, junto com nossa prima que tinha quase a mesma idade dela fazíamos de tudo um pouco. Água, terra e pasto era nossa brincadeira preferida, panelinhas de plástico, brincar de comidinha... Ficávamos todo o dia correndo pra lá e pra cá carregando os apetrechos da brincadeira, fazíamos chá de uma florzinha que tinha aos montes por lá e ofericíamos aos adultos. Nos finais das tardes nossas mães e avós tomavam mate na sombra das árvores e meio que nos cuidavam enquanto nos divertíamos. A família do meu avô é de origem italiana, por isso esse primeiro sobrenome com consoantes repetidas. Além de família italiana, família com parentesco duplo, pois trata-se de duas irmãs casadas com dois irmãos (meus avôs e seus irmãos) que moram na mesma chácara porém em casas diferentes.
     Durante minha infância, adorava dar uma de construtora, pegar um pano e fazer uma barraca, pegar madeira e fazer qualquer coisa e dizer que era uma casa. Carregar brita, tábua e ir arrumando entre duas árvores, acho que foi a "melhor casa" que nos fizemos. Pra falar a verdade gostava mais dessas brincadeiras ao ar livre do que brincar de bonecas, preferia bebês do que barbies pois nunca sabia o que fazer com elas, brincava que ela era minha filha ou uma "eu" adulta? Acabava que ficava só penteando o cabelo dela mesmo. Até a graça acabar e eu perder a paciência!
     Lá fora tem um balanço azul de dois lugares, tá lá por algumas gerações! Agora não tão bom e inteiro quanto antes, mas segue lá e sempre que eu vejo lembro que apesar de só possuir dois lugares nós faziamos caber sempre mais um. Talvez seja por isso que ele está meio tortinho hoje. Um dia meu vô fez outro balanço, e nossa aquele balanço me fazia voar, tanto que uma vez já rodopiei e bati com a cabeça no chão. A rede foi outra coisa marcante, sempre a tragédia acontecia comigo, já raspei a perna em um toco com pontas depois de cair da rede.
     A minha primeira largada para aprender a andar de bicicleta sem rodinhas foi lá fora também, e nessa época já morava aqui na cidade. Meu pai deu o impulso e eu fui... Fui mesmo, que me topei em um limoeiro, dá pra ver que era uma criança muito desastrada, né?! Bem, eu falando tudo isso faz parecer que morei toda minha infância pra fora, mas a verdade é que fiquei lá só até 4 anos. É que sempre vou lá, férias, alguns finais de semanas, aniversários, natal, ano novo... Enfim! Então tudo de melhor da minha infância aconteceu na casa dos meus avôs, junto com minha irmã do meio, pois a menor nasceu depois, minha prima que mora lá, outros primos e amigos que visitavam e também as crianças vizinhas.
                                         
    Pode passar o tempo que for, eu posso estar em qualquer parte do mundo e fazendo qualquer coisa também, que eu nunca vou esquecer disso tudo. Casa de vó sempre é bom, não é?! Muitos quitutes, muitas alegrias, e além disso tem um jeito tão acolhedor que não tem em nossa casa. E o engraçado é que não dá vontade de morar lá, mas de passar um tempo, uns dias. Talvez por ser tão bom e ter o gostinho de sentir saudades depois que viemos embora.

    A minha infância foi ótima, é engraçado pensar que na época não tínhamos as mesmas coisas que as crianças de hoje em dia têm e apesar disso fomos feliz! É, na época da minha infância, bastava o sol lá fora e o resto se resolvia.

     Segue aí as postagens dos blogs que compartilham a ideia da "Caixinha de Pandora":
 
*Utopia:
  ''... O cheiro, ''o gosto'', os ares do campo sempre me fizeram muito bem.''

*Novas Metas: "... Acredito que a água 'acalma' as pessoas."

*Blog da Pepi: "... Afinal, quem é que não gosta dos trapalhões?''



Espero que tenham gostado! Beijão. :*

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Novos projetos - Caixinha de pandora


              Em busca de novas parcerias, e até mesmo de divulgar um pouco mais nossos textos, topamos participar de um projeto chamado Caixinha de Pandora. Que reúne 6 blogueiras de todos os cantos do Brasil. Cada uma posta sobre assuntos diferentes, porém todas têm em comum o gosto pelo mundo dos blogs. Conhecendo melhor...

NOME: Kelem Freitas Duarte
IDADE: 17 anos
O QUE FAZ DA VIDA: Sou acadêmica do Curso de Jornalismo da UFSM; repórter da TV Campus; tradicionalista e acima de tudo apaixonada pela cultura gaúcha.
UMA FRASE: "Quem acredita sempre alcança." Renato Russo
BLOG: No dia-a-dia
METAS PARA ESSE ANO: Viajar, conhecer novas pessoas, aprender a falar outros idiomas, fazer novas amizades e conservar as antigas e muitas outras coisas.
CIDADE/ESTADO:  Alegrete- RS



NOME :  Lorena Raspanti de Souza
IDADE : 19 anos
O QUE FAZ DA VIDA: estudante de ciências biológicas na Universidade Federal do Pampa - Unipampa
UMA FRASE : "Quando não se olha para o passado a tendência é repetir os mesmos erros"
BLOG : UTOPIA  - meu monstrinho 
METAS : apesar de estar quase chegando ao fim, recebi uma proposta bem legal de um site, e em breve conto mais pra vocês. Me empenhar mais na faculdade e pegar meu tão sonhado projeto, retomar meu inglês e fazer minha viagem pro Canadá :)
CIDADE/ESTADO:  BH - Minas Gerais / São Gabriel - RS                                                     
NOME :Erissandra Cardoso
IDADE : 27 anos
O QUE FAZ DA VIDA: Sou consultora (mas vendo de tudo) e sou blogueira de coração.
UMA FRASE : ''Viva por si e não pelos outros''
BLOG : Blog da Pepi 
METAS : Abir minha loja e chegar aos 500 seguidores até o fim do ano.
CIDADE/ESTADO: Fortaleza- Ceará


NOME :  Laura Pizzutti Beulck
IDADE : 17 anos
O QUE FAZ DA VIDA : Acadêmica de Ciências Biológicas na Universidade Federal do Pampa.
UMA FRASE : "Não mais temas o calor do sol, nem as iras do inverno furioso." - Virginia Woolf
BLOG : No dia-a-dia
METAS : me dedicar ainda mais para a minha Biologia quando voltar as aulas, ler e pesquisar sobre Biologia Marinha. *.*
CIDADE/ESTADO:  Alegrete- RS


NOME :  Cediele Ferreira Aloy
IDADE : 18 anos ,mas faço 19 daqui a 15 dias *---*
O QUE FAZ DA VIDA : Sou acadêmica de Ciências Biológicas na Universidade Federal do Pampa, mas com a matrícula trancada. Enquanto isso faço o que eu amo: trabalho com maquiagem, unhas e cabelos !
UMA FRASE : ''Sou como você me vê'' - Clarice Lispector
BLOG : faço participações na tag "Fêmeas em pauta" do blog UTOPIA 
METAS : Lutar para ingressar na faculdade novamente, porém para cursar minha paixão que é LETRAS ♥ e emagrecer com o #projetoverão2013 hihi
CIDADE/ESTADO:   São Gabriel-RS


NOME :  Bruna Barcelos
IDADE : 18 anos
O QUE FAZ DA VIDA : Estudo ciências biológicas na UNIPAMPA
UMA FRASE : ''Só sei que nada sei''
BLOG : Novas Metas
METAS : Voltar a estudar (pois a universidade está em greve), conseguir concluir as minhas metas para este ano (como perder alguns kilinhos hahahahaha) e me divertir muito (por que eu mereço :P) 
CIDADE/ESTADO:  São Gabriel- RS / Lajeado- RS



É isso aí gente! Em breve muitas coisas novas para compartilharmos! :*