segunda-feira, 28 de novembro de 2011

domingo, 27 de novembro de 2011

...



Você aproveita a vida? É muito comum ouvir as pessoas e, principalmente os jovens, dizendo que querem aproveitar a vida. E isso geralmente é usado como desculpa para eximir-se de assumir responsabilidades.Mas, afinal de contas, o que é aproveitar a vida?
Para uns é matar-se aos poucos com as comilanças, bebidas alcoólicas, fumo e outras drogas.Para outros é arriscar a vida em esportes perigosos, noitadas de orgias, consumir-se nos prazeres carnais.
Talvez isso se dê porque muitos de nós não sabemos porque estamos na Terra. E, por essa razão, desperdiçamos a vida em vez de aproveitá-la. 
Certo dia, um jovem que trabalhava em uma repartição pública, na companhia de outros colegas que costumavam se reunir todos os finais de expediente para beber e fumar à vontade, foi convidado a acompanhá-los. 
Ele agradeceu e disse que não bebia e que também não lhe agradava a fumaça do cigarro. Os demais riram dele e lhe perguntaram, com ironia, se a religião não lhe permitia, ao que ele respondeu: A minha inteligência é que me impede de fazer isso. 
E que inteligência é essa que não lhe permite aproveitar a vida? Perguntaram os colegas.
O rapaz respondeu com serenidade: E vocês acham que eu gastaria o dinheiro que ganho para me envenenar? Vocês se consideram muito espertos, mas estão pagando para estragar a própria saúde e encurtar a vida que, para mim, é preciosa demais.                                  (Extraído de um flickr pessoal) 


        Não é com alegria que noticiamos fatalidades que acontecem com pessoas queridas e próximas a nós. Mas é um apelo que faço a todos que leem este blog, para agirem com maturidade e não pensarem que são imunes as tragédias, pois acontecem com todos nós. Um simples descuido, irresponsabilidade de um que leva a vida de outro. E assim cada vez mais, nos "acostumamos" a conviver com a dura realidade. Mas porque acostumamos? Porque dizemos que a vida quis assim? Não a vida não quer assim, são nossas atitudes que nos levam onde estamos, nossas escolhas, nossas amizades... Precisamos dizer a nossos jovens que ser feliz, não é beber, não é pegar o carro e sair por aí se achando dono do mundo. A felicidade encontramos nas pequenas coisas da vida, um abraço, um carinho, um sorriso, são as coisas puras que levaremos de nossa estada nesse mundo. Jeferson Cambraia (FINO), grande amigo, meu par, uma pessoa brilhante e inesquecível, eu , a Laura, e toda aquele pessoal da invernada do Vaqueanos estamos tristes por um lado de ter perdido um querido amigo, mas honrados em terem conhecido uma pessoa que nos fez rir muito, e ao lado dele compartilhamos grandes momentos, como o 5º Lugar no JUVENART, e outros tantos concursos, pois ele amava a dança.
          Hoje perdi mais uma pessoa querida. Os céus receberam mais um anjo, é uma estrela brilhante que viverá lá em cima, a nos observar e zelar por nós.

          

domingo, 20 de novembro de 2011

Das raízes ao presente... ENART 2011

           Neste fim de semana acontece o 26º ENART (Encontro de Arte e Tradição Gaúcha) que tem o objetivo de divulgar e primar pela cultura sul-riograndense. São milhares de pessoas que passam pelo parque da Oktober Fest em Santa Cruz do Sul, para prestigiar a belíssima festa. São várias modalidades, como: Intérprete Solista Vocal, Declamação, Dança de Salão, Trova, Mostra Folclórica de Prendas, e a que mais têm destaque são as Danças Tradicionais. A abertura esse ano ficou a cargo do D.T.G. do Clube Juventude daqui da cidade de Alegrete, pois esta invernada foi a Campeã no ano de 2010.
          As apresentações estão sendo transmitidas pela TV Tradição. (clique aqui para conferir!) Estamos na torcida pelos grupos de dança , e é claro pelo da nossa cidade e da nossa região!
Um abraço do tamanho do Rio Grande a todos os tradicionalistas e simpatizantes da cultura sulina!

"Em qualquer chão sempre gaúcho."

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

A pessoas marcantes porém breves...

                 Tem seres humanos que quando conhecemos nos despertam algo diferente, uma admiração, um respeito, não sei descrever. Passam por nossas vidas e deixam sua grande contribuição. Quando vão embora, uma dor imensa nos parte o coração, pois não tivemos tempo suficiente para conhecê-las, ou até tivemos mas a correria, a pressa, a pressão, não nos deixou aproximarmos. Pessoas fantásticas que em meses fizeram uma grande diferença em nossas vidas e onde estiverem estarão torcendo por nós, pois poucos apreendem o nosso afeto em poucas semanas.
É um afeto imensurável, diferentemente da nossa família a qual temos um amor afetivo e carinhoso e nem o amor do namorado, que é puro e sensível. O afeto que essas pessoas nos deixam é de alguém que já fez o seu papel aqui nesse mundo e que agora tem outra missão em seu novo mundo: a de fazer mais pessoas felizes. Não prevemos o quão breve será nossa vida, nem a de nossos fiéis amigos, o que nos resta é aproveitar cada momento como se fosse único e o último de nossas vidas, pois jamais saberemos o que o amanhã nos reserva e quem ele levará consigo.
                                                                              À Aline e Viviane, marcantes , porém breves...

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Simples assim



"Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixa-lá ir embora por não perceber sua simplicidade."


Mário Quintana

terça-feira, 8 de novembro de 2011

E para você o que vale?

"Uma vez perguntei: O que é mais importante, amar ou ser amado?

E me responderam: O que é mais importante para um pássaro, a asa esquerda ou a direita?"

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Belezas australianas!

Calendário reúne fotos de fenômenos meteorológicos na Austrália:

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
JANEIRO - O Departamento de Meteorologia da Austrália e a Associação Meteorológica e Oceanográfica Australiana divulgaram as fotos que farão parte do seu calendário de 2012. Acima, um arco-íris duplo na praia de Wombarra, em New South Wales.

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
FEVEREIRO - O calendário é feito todos os anos com imagens escolhidas em um concurso nacional. Na foto, uma tempestade de areia em Warralong, no noroeste da Austrália.

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
MARÇO - As imagens mais bonitas enviadas de todo o país ilustram cada mês do ano. Acima, sulcos provoados por uma enchente em Channel Country, Queensland.

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
ABRIL - O calendário também traz informações sobre as variações do clima nas 12 principais cidades australianas. Na imagem, uma tempestade se aproxima da Baía de Undertown, no sudeste de Victoria.

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
MAIO - Raios em uma tempestade tropical em Darwin, no norte do país. No período mais úmido do ano, entre outubro e abril, a região tem mais tempestades e chuvas de monção. Em dezembro, Darwin chega a ter 20 dias de trovoadas.

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
JUNHO - O fotógrafo foi para Montanhas Azuis, em New South Wales (foto) após ouvir a previsão de que ali aconteceria uma nevasca com ventos de mais de 50 km/h, em 2008.

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
JULHO - O calendário está em sua 28ª edição e é a publicação mais popular do Departamento, com 50 mil cópias vendidas anualmente. Acima, um salgueiro coberto de neve em Rosewhite, Victoria.

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
AGOSTO - Nuvens rolo no Cabo Tourville, na Tasmânia. A formação incomum das nuvens foi capturada por uma fotógrafa amadora, após uma aula.

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
SETEMBRO - A tempestade sobre Brinard Station, em Queensland (foto), era o primeiro sinal da passagem do ciclone Yasi, um dos mais poderosos da história da região, em fevereiro de 2011.

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
OUTUBRO - Um meteorologista em serviço tirou a foto acima, que mostra uma nuvem lenticular no norte da Tasmânia. A formação geralmente acontece perto de montanhas.

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
NOVEMBRO - Também seguindo uma previsão do tempo, uma moradora de Sydney foi até a reserva McKay, em Palm Beach, para registrar a neblina.

Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service (© Matt Smith/Cortesia do Australia´s National Meteorological Service)
DEZEMBRO - Altos cúmulos no céu são refletidos no Lago Eyre, o maior lago de sal da Austrália, quando ele voltou a encher, em 2010. As secas e cheias do lado estão associadas à chegada dos fenômenos El Niño e La Niña na região.


*Essa deve ser a explicação de eu ser "encasquetada" com a Austrália e ter a vontade de um dia ir para lá! hehe
Imagens lindas...
Bom fim de semana, beijos! :*

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Literatura: Virginia Woolf



Virginia Woolf nasceu em Londres em 1882, foi uma grande escritora britânica do século XIX, conhecida como uma das maiores figuras do modernismo.

Woolf era membro do Grupo Bloomsbury e desempenhava um papel de significância dentro da sociedade literária londrina durante o período entreguerras. Seus trabalhos mais famosos incluem os romances Mrs Dalloway (1925), Passeio ao Farol (1927) e Orlando (1928), bem como o livro-ensaio Um Quarto Só Para Si (1929).

O romance Mrs. Dalloway ficou conhecido pelo aclamado filme As Horas, que conta a história de três mulheres e mescla a vida da própria autora numa personagem, colocando algumas particularidades de Mrs. Dalloway. No livro, Virginia descreve um único dia da personagem, quando ela prepara uma festa.

Sua obra mais conhecida é Orlando publicada em 1928. É uma fantasia histórica sobre a era elisabetana.

Após terminar As Ondas uma de suas obras mais importantes, Virginia Woolf estava exausta. Ela seguiu então para a sua casa de campo levando o livro das cartas entre os poetas Elizabeth Barrett e Robert Browning. Na leitura, percebeu a presença permanente de um cachorro Flush; resolve então, por diversão, escrever a visão desse cachorro do mundo à sua volta. Essa obra foi muito elogiada por fazer um relato minucioso sobre a época dos poetas. Ironicamente foi a obra que mais deu retorno financeiro à escritora e a mais traduzida em outros idiomas.

A sua última obra foi Entre os atos, publicada em 1941, posterior à sua morte.

No dia 28 de Março de 1941 Virginia suicidou-se. Ela vestiu um casaco, encheu seus bolsos com pedras e entrou no Rio Ouse afogando-se. Seu corpo só foi encontrado no dia 18 de abril.

Em seu último bilhete para o marido, Leonardo Woolf, Virginia escreveu:

Querido,
Tenho certeza de estar ficando louca novamente. Sinto que não conseguiremos passar por novos tempos difíceis. E não quero revivê-los. Começo a escutar vozes e não consigo me concentrar. Portanto, estou fazendo o que me parece ser o melhor a se fazer. Você me deu muitas possibilidades de ser feliz. Você esteve presente como nenhum outro. Não creio que duas pessoas possam ser felizes convivendo com esta doença terrível. Não posso mais lutar. Sei que estarei tirando um peso de suas costas, pois, sem mim, você poderá trabalhar. E você vai, eu sei. Você vê, não consigo sequer escrever. Nem ler. Enfim, o que quero dizer é que é a você que eu devo toda minha felicidade. Você foi bom para mim, como ninguém poderia ter sido. Eu queria dizer isto - todos sabem. Se alguém pudesse me salvar, este alguém seria você. Tudo se foi para mim mas o que ficará é a certeza da sua bondade, sem igual. Não posso atrapalhar sua vida. Não mais. Não acredito que duas pessoas poderiam ter sido tão felizes quanto nós fomos. V.

Em seu último bilhete para o marido, Leonardo Woolf, Virginia escreveu



*Apesar de ser um livro difícil, Mrs. Dalloway é uma história muito interessante e que vale a pena ser lida. Pretendo ler mais livros dessa escritora futuramente!
Obrigada pelo apoio, beijos!

Pan 2011 :D

O PAN 2011 que ocorreu em Guadalajara, no México, terminou segunda-feira (31/10) e deixou grandes imagens...























A festa de encerramento do Pan de Guadalajara teve música de toda a América Latina. The Wailers e Ricky Martin, banda Camila e Colbie Caillat, entre outros artistas, levantaram o público no estádio Omnilife. Os voluntários, que demonstraram a simpatia mexicana durante os Jogos, foram homenageados. E com um show de dança e imagens do Canadá, a festa também antecipou Toronto-2015, o próximo Pan.








Alguns momentos do encerramento:





Quadro de medalhas:
OuroPrataBronzeTotal
Estados Unidos927965236
Cuba583543136
BRASIL483558141
México424350135
Canadá304049119

O próximo Pan (2015) será em Toronto, no Canadá, no qual sediou as Olimpíadas de Inverno em 2010, muito linda por sinal!
Lembrem-se, ano que vem tem as Olimpíadas em Londres! *-*

Ótima semana, beijão!

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Happy Halloween!!!

O Halloween é uma festa comemorativa celebrada todo ano no dia 31 de outubro, véspera do dia de Todos os Santos. Ela é realizada principalmente nos países ocidentais, porém é mais representativa nos Estados Unidos. Neste país, levada pelos imigrantes irlandeses, ela chegou em meados do século XIX.

A história desta data comemorativa tem mais de 2500 anos. Surgiu entre o povo celta, que acreditavam que no último dia do verão (31 de outubro), os espíritos saiam dos cemitérios para tomar posse dos corpos dos vivos. Para assustar estes fantasmas, os celtas colocavam, nas casas, objetos assustadores como, por exemplo, caveiras, ossos decorados, abóboras enfeitadas entre outros.
Por ser uma festa pagã foi condenada na Europa durante a Idade Média, quando passou a ser chamada de Dia das Bruxas. Aqueles que comemoravam esta data eram perseguidos e condenados à fogueira pela Inquisição.
Com o objetivo de diminuir as influências pagãs na Europa Medieval, a Igreja cristianizou a festa, criando o Dia de Finados (2 de novembro).


Esta festa, por estar relacionada em sua origem à morte, resgata elementos e figuras assustadoras. São símbolos comuns desta festa: fantasmas, bruxas, zumbis, caveiras, monstros, gatos negros e até personagens como Drácula e Frankestein.
As crianças também participam desta festa. Com a ajuda dos pais, usam fantasias assustadoras e partem de porta em porta na vizinhança, onde soltam a frase “doçura ou travessura”. Felizes, terminam a noite do 31 de outubro, com sacos cheios de guloseimas, balas, chocolates e doces.


No Brasil a comemoração desta data é recente. Chegou ao nosso país através da grande influência da cultura americana, principalmente vinda pela televisão. Os cursos de língua inglesa também colaboram para a propagação da festa em território nacional, pois valorizam e comemoram esta data com seus alunos: uma forma de vivenciar com os estudantes a cultura norte-americana.




FELIZ DIA DAS BRUXAS!!! KKKK...