domingo, 11 de setembro de 2011

11 de Setembro / 10 anos

"Chorei pela guerra cotidiana. Pelas tentativas de sobrevivência. Pelos apelos de paz não atendidos. Pelo amor derramado. Pelo amor ofendido e aprisionado. Pelo amor perdido." Caio Fernando Abreu





"Tente. Sei lá, há sempre um pôr-do-sol esperando para ser visto."



“Que o sol a brilhar nas manhãs chuvosas tenha força para radiar os corações cinzas.”



"Decepções são apenas uma forma de Deus dizer: eu tenho algo melhor para você."



"Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria. Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz. "


O dia em que se viu, que todos, sem exceção estão sim vulneráveis. Independentemente de classe, etnia ou potência.


"Tudo o que acontece à gente é uma mera consequência daquilo que se fez."


2 comentários:

  1. Muito linda a postagem Laura! É verdade tudo o que fizemos merecemos, claro que muitas pessoas morreram nesse atentado, mas o que os EUA fez também não foi brincadeira...

    Um dia que ficou marcado infelizmente por essa tragédia!

    ResponderExcluir
  2. E a população pagando muitas vezes pela estupidez do governo.
    O dia sempre será lembrado, ainda mais por quem perdeu pessoas queridas, infelizmente...

    ResponderExcluir